terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Obrigado Celso Roth, a vergonha é colorada


Final da partida do Palmeiras contra o Goiás. Vitória goiana.

Pra mim, foi o pior vexame do Palmeiras em todos os tempos, mais que a Série B, foi a derrota mais vexatória do ano.

Nada como um dia após o outro. O Internacional de Porto Alegre, comandado pelo Celso Roth, que quando dirigiu o Palmeiras era chamado de burro em todos os jogos, mesmo quando foi líder do campeonato, foi eliminado pelo "poderoso" Mazembe do Congo.

O futebol sempre apresenta surpresas e a zebra veio do lugar mais lógico, da África, mais especificamente do Congo.

Fico com pena do torcedor colorado, pois os gremistas vão "deitar o cabelo", cornetar, fazer o diabo, graças ao Kidiaba, goleiro do time congolês.

Celso Roth fez jus ao apelido que ganhou no Palestra, tirou durante o jogo o articulador do time, Tinga e o cara que era o mais perigoso do ataque, Rafael Sóbis. Incrível, mas faltou inteligência ao treinador.

Deixo aqui um #ChupaInter para os dirigentes colorados pela empáfia e um #ChupaImpren$a, pela babação de ovo por este timinho que de mérito mesmo, teve de eliminar os bambis da Libertadores.

Parabéns Celso Roth, a maior vergonha do ano caiu no teu colo. Te agradeço de coração!

2 comentários:

Irineu Curtulo disse...

Palmeiras Já!
A independência do time de futebol em relação ao clube é uma necessidade. Para isso é preciso que a torcida palmeirense se faça ouvir e, seria através de eleições diretas que isso seria real. Apoio incondicional a esse projeto. Nós, os torcedores, somos os verdadeiros palmeirenses, e temos o direito de estabelecer quem é que realmente merece ocupar a presidência do time de futebol. É claro que torcerei para qualquer modalidade que o Palmeiras disputar, mas, é claro também que o amor que sinto pelo Palmeiras advém única e exclusivamente do futebol. Palmeiras já, eis um projeto e movimento que todos os torcedores palmeirenses deveriam apoiar.

Binóculo Verde disse...

Apoiado!